Café #SímbolodaAmizade, o bom é compartilhar!

PARTICIPE

Compartilhe uma história que você participou ou ouviu em um momento de café

Envie para sabordahistoria@gmail.com

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

Sabor da História - Mural "Os Pioneiros"



Mural Artístico “Os Pioneiros”- Colégio Santa Cruz – Maringá-PR – 2000, um lindo trabalho, rico em detalhes, feito em alto relevo que representa grandes fatos da história de Maringá, desde de seu surgimento aos dias mais atuais. Contado em quatro passagens emblemáticas para cidade, começando da esquerda para direita na primeira passagem está a derrubada da mata, e junto um grupo de homens, um deles segurando uma espingarda, simbolizando o perigo em desbravar a mata fechada.
Na segunda passagem podemos notar o surgimento das primeiras casas, ainda simples e a chegada de famílias inteiras. É importante ressaltar a presença marcante da mulher no painel, demonstrando o valor delas no surgimento da cidade e ao fundo a construção da Capela Santa Cruz, primeira igreja do Maringá Velho
Avançando no tempo, um dos grandes fatos da história de Maringá e outras cidade da região, principalmente no Norte Pioneiro, temos a cultura cafeeira, ilustrada através do abanar dos frutos e seu transporte, fruto esse considerado e conhecido como “Ouro Verde” e que trouxe gente de vários cantos em busca de uma vida melhor e assim foi por um bom tempo.
No final do painel a cidade já transmite tempos mais modernos, o trabalho com o metal, o Colégio Santa Cruz, primeira instituição de ensino particular da cidade e a Catedral Basílica Menor de Nossa Senhora da Glória.






A construção do painel demorou 7 meses, foi usado apenas areia, cimento e cola, são 212,50 m² (42,50m comprimento e 5m de altura) de muita história. Localizado na rua Antônio Otávio Scramim, esquina com a Av. 19 de Dezembro – Maringá – PR (23°25'18.1"S 51°57'15.0"W).


Importante conhecer o grande escultor, Porttalha (Éder Ribeiro) – 2007, natural de Mandaguari-PR, diagnosticado com paralisia infantil aos seus quatro anos que o deixou com o braço direito com problemas sérios de mobilidade, mas não atrapalhou o menino de tornar-se um artista plástico de muito talento e técnica, tendo como inspiração Poty Lazzarotto (confira postagem com Lazzarotto). Apesar de ter trabalhado com outras técnicas, Porttalha moldou seu caminho dando formas a história, na manipulação do cimento, encontrando o ponto ideal para fazer seus painéis, antes entalhados em madeira. Infelizmente Éder Porttalha faleceu em 2007 vítima de um enfarto aos seus 46 anos.




Fonte: Maringá Turística, Artes na Web e Jandaia Online. Fotos Eloise Podanoscki.

Nenhum comentário:

Postar um comentário